21 de novembro de 2019 - 05:06

Cidades

14/12/2016 19:55

Alunos ocupam h quase um ms 3 blocos da UFMT contra PEC do teto

Há quase um mês, estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ocupam três blocos da instituição contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que impõe limite para os gastos públicos por um período de 20 anos. A PEC foi aprovada em 2º turno nesta terça-feira (13). Os alunos ocupam o Instituto de Educação (IE), da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA) e do Instituto de Ciência Humanas e Sociais.

Durante a ocupação, os estudantes disponibilizaram atividades públicas, palestras e oficinas, já que as aulas foram suspensas por causa do movimento.
Segundo o diretor do IE, Silas Borges Monteiro, nenhuma ocorrência foi registrada no prédio desde a ocupação. “Foi tudo de forma pacífica, os alunos respeitaram o espaço público e tudo deve acabar também de forma organizada”, disse. Os estudantes devem se reunir nesta quarta-feira (14) para definir a data da desocupação.
Hoje, um grupo queimou pneus na Avenida Fernando Côrrea da Costa, em Cuaibá, contra a PEC 55.  Segundo a Polícia Militar, um grupo de pessoas fez uma barricada com os pneus e saiu do local após colocar fogo. A avenida ficou interditada durante o protesto.
PEC 55
Pela proposta, os gastos da União (Executivo, Legislativo e Judiciário) só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior, pelas próximas duas décadas. Se um poder não respeitar esse teto, a PEC prevê sanções, como a proibição de concursos públicos e aumentos a servidores.
O texto foi aprovado por 53 votos a favor e 16 contra. Para a aprovação, eram necessários três quintos (49) dos votos dos 81 senadores. A sessão do Congresso Nacional destinada à promulgação está marcada para as 9h desta quinta-feira (15).


Copyright  - MT HOJE  - Todos os direitos reservados