22 de novembro de 2019 - 23:42

Mundo

29/11/2016 18:54

Desesperado, piloto pediu ajuda a controladora de voo antes da tragédia com avião da Chapecoense

 

 Comandante da aeronave da Lamia informou falta de combustível e "pane elétrica total"

 

O piloto do avião da LaMia, Miguel Quiroga, informou sobre a falta de combustível e, em seguida, uma "falha elétrica total" em um diálogo desesperado com uma controladora de voo do aeroporto de Medellín pouco antes da tragédia. Quiroga implorou: "Ajudem-nos". O áudio, em espanhol, é da rádio "Blu Radio", da Colômbia.

A aeronave que ele comandava levava o time da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana e caiu na última terça-feira (29), deixando 71  mortos e seis sobreviventes. Questionado pela controladora de voo sobre a altitude em que estava, Quiroga respondeu: "9.000 pés, senhorita. Vetores, precisamos dos vetores [iluminação que mostra o caminho até a pista]". Sem ter o que fazer, a controladora responde: "Você está 8.2 milhas da pista [o equivalente a pouco mais de 13 km]". O piloto implora: "Ajudem-nos". 

A controladora pergunta: "Que altitude você tem agora?". O piloto da LaMia, porém, não responde mais.

 

O avião que vitimou integrantes da Chapecoense, jornalistas e tripulação perdeu contato com a torre de comando quando sobrevoava as cidades de La Ceja e Aberrojal, à 0h33 (pelo horário de Brasília). A queda aconteceu 42 minutos depois de acordo com as primeiras investigações das autoridades colombianas. 


Copyright  - MT HOJE  - Todos os direitos reservados